News from Cape Verde, Angola & Mozambique

Ilha de Santiago

(switch to English) O nosso visitante de Cabo Verde deve começar na Praia, a capital. Muitos vôos chegam à cidade agora. O aeroporto – Aeroporto Internacional da Praia Nelson Mandela – está assumindo lentamente a função do hub de aeroporto Amilcar Cabral na Ilha do Sal, que tem uma história longa e colorida. Se você pode pagar, viage em estilo e chega com o próprio companhia aérea TACV na sua própria Classe Executiva ou Classe Fragata. A morabeza já começa!

Na Praia e o resto da Ilha de Santiago deve ficar pelo menos quatro ou cinco dias. A cidade de 150.000 habitantes está desenvolvendo-se rápido e – embora muitos Caboverdianos de outras ilhas náo querem admiti-lo – é o lugar onde quase tudo acontece…


Lentamente o distrito histórico do Platô está sendo arrumado e os edifícios mais velhos estão sendo restaurados. Novas lojas e cafés aparecem ao longo das ruas centrais, que são apenas para peões. A Praia possui alguns hotéis internacionais excelentes, como o Praia Mar e o Trópico, que acolhem a maior parte dos viajantes de negócios. Dos dois, o Praia Mar é o mais adequado para o turista, o Trópico mais para negóciose diplomacia.

Uma excelente opção para um visitante de negócios tambem é o Praia Guesthouse, em frente do Trópico. Uma boa (ainda nova e muito limpa) opção geral é o Hotel Vista de três estrelas na Achada de Santo António, o distrito de negócios principal da cidade. Mas a Praia espera um pequeno boom de hotéis. Um novo hotel está sendo planejado entre o Farol e o Praia Mar, enquanto os proprietários do último, o Grupo Oásis Atlántico, estão planejando um novo hotel de cinco estrelas. Um Hilton também foi anunciado e há vários projectos mais pequenos.

Outra opção e ficar na Cidade Velha, a primeira cidade européia fundada na África, somente 15 minutos fora da Praia (mas vai precisar da renta-a-car). A Cidade Velha está desenvolvendo-se numa costa dourada da Praia, lentamente ficando um bairro de classe alta. A Cidade Velha agora tem um cartão de trunfo principal: o Hotel Limeira, rodeado por jardins tropicais. Passe pelo menos um dia explorando a Cidade Velha. Deve subir até a Fortaleza e visitar as igrejas e o convento abaixo na vale. Não esqueça de caminhar pela vale um bocado em direção do interior da ilha.

Passe outro dia no Platô, na parte central da cidade da Praia, visitando a Casa de Cultura, a padaria Pão Quente, a loja de música Harmonía e relaxe na esplanada do Café Sofia. Uns pequenos museus já foram fundados na capital, entre outros um pequeno museo arqueológico com objetos coletados dos muitos naufrágios encontrados no arquipélago. Mesmo embora modesto em caráter, merece a atenção. Se você tem coragem, mergulha na confusão e agitação do mercado Sucupira, perto do Platô. E não esqueça de almoçar ou jantar no Restaurante a Poeta, um restaurante histórico com vista espectacular. À noite você pode jantar no Quintal da Musica (no Platô) e desfrutar música Caboverdeana ao vivo.


Atualmente há muitos boas opções de restaurante na capital. Por exemplo tente o restaurante O Pescador na Praia Guesthouse ou a Aviz no Platô. Ambos têm interiores modernos elegantes. Um bom Italiano é o Leonardo Café. Na Achada de Santo Antonio, o restaurante ‘Peixe na Grelha’ não se pode perder. No distrito da Prainha (a área entre o Trópico e Praia Mar) há também o Mediteraneo. Aliás, ambos os hotéis mencionados têm bons restaurantes também.

Pouco a pouco as praias da Praia estão ficando uma verdadeira waterfront atractivo. Novos árvores foram plantadas ao longo da avenida marginal. Novos clubes e restaurantes apareceram, como a Quebra Cabana, a K (pronuncie Kappa), o Ipanema Rodizio e, no alto em Cruz da Papa (num dos caminhos de acesso à Achada), a Nice Krioula, oferecendo vista bonita.

Um rent-a-car lhe dará a liberdade de explorar o interior do Santiago. Viaje na direção de Assomada na estrada nova. O hotel e restaurante em Rui Vaz é um espaço que você deve visitar. Situado espetacularmente sobre uma montanha, é também um bom local para o almoço. Chegue lá numa estrada boa.

Há muitos outros lugares para parar ao longo do caminho à Assomada e gozar das belas vistas. As montanhas do interior de Santiago têm algum mistério sobre eles. Alguém que visita o interior da ilha pela primeira vez vai sentir-se muito feliz, quase como vai entrar num continente perdido Uma visita interesante ao longo do caminho é o centro de pesquisa agrícola nacional INIDA com os seus Jardins Botânicos, em São Jõao dos Orgãos.

Depois de passar pela cidade de Assomada vai em direção de Tarrafal. Primeiro o caminho sobe uma cordilheira, onde macacos selvagens reinam nas vales profundas. Depois o caminho desce novamente em direção a Tarrafal, para além da antiga prisão onde Portugal enviava aos seus presos políticos antes da revolução de 1974.

Depois você entre Tarrafal, situado numa baía espléndida com boa praia, alguns pequenos hotéis e restaurantes. Você pode passar a noite em Tarrafal, mas é também possível voltar para a Praia antes do por do sol. Naturalmente você não quer viajar a rota que você veio, portanto o nosso visitante deve seguir o caminho de costa a Santa Cruz, passando os restos das aldeias dos antigos rabelados, descendentes dos escravos fugitivos.

Quando você chega na Praia você pode desfrutar de um bom jantar e fazer as malas. O nosso visitante embarcará o dia seguinte na segunda parte do Grand Tour de Cabo Verde: uma visita a Ilha de São Vicente.

Edição Portuguesa, Dezembro 4, 2012. Todos os direitos reservados por Atlantico Weekly.


Leave a Reply